Uso de preprints na publicação de artigos científicos

    Apesar de desconfianças residuais em algumas áreas acadêmicas, os pesquisadores em física e matemática vêm há mais de 25 anos depositando seus trabalhos de pesquisa no arXiv.org onde são incluídos mais de 100 mil manuscritos por ano. Todos estes preprints são detalhadamente indexados pelo Google Scholar, o que lhes permite uma visibilidade imediata pela comunidade de pesquisadores. A versão preprint pode ser um avanço ou uma versão incompleta, porém o mais comum é uma versão final. Ao utilizar este serviço, os autores estabelecem um precedente, podem solicitar comentários e agregar sugestões ao manuscrito.
    O preprint não usurpa em nenhuma maneira o papel da plena publicação de reconhecer e avalizar a publicação científica.